Custos condominiais de final de ano: confira como ajudar o condomínio a organizar gastos 

final de ano

O final de ano chegou e com ele alguns gastos fora do planejado? Essa é a realidade do condomínio que você administra? É comum, na maioria dos condomínios, pensar em melhorias nessa época do ano.  

Entretanto, sem um bom planejamento financeiro e organização, o que seria um benefício pode se tornar uma dor de cabeça. 

O seu cliente não quer começar o ano no vermelho, certo?! Por esse motivo, no artigo de hoje, vamos ajudar você a organizar os custos condominiais de final de ano e organizar os gastos com sabedoria. Confira! 

Entendendo os custos condominiais 

Todo condomínio possui despesas e taxas com o objetivo de manter o bom funcionamento e eventuais melhorias. Logo, é imprescindível entender todos esses custos condominiais quando falamos em uma boa gestão. 

Além disso, esses gastos podem ser definidos em diferentes tipos, cada um com suas exigências legais. Saiba mais a seguir. 

Despesas ordinárias   

As despesas ordinárias são aquelas cujo objetivo é suprir as necessidades básicas do condomínio. Ou seja, é o principal elemento da taxa de condomínio, influenciando diretamente no valor a ser pago por cada condômino.  

Um grande exemplo de despesa ordinária é a folha de pagamento. Além disso, ela costuma ser o item que mais pesa na taxa condominial.  Chegando a responder por até 50% do total de despesas condominiais. 

Confira alguns eemplos desse tipo de despesa: 

  • Salários e encargos trabalhistas; 
  • Contas de água, luz, gás e IPTU das áreas comuns; 
  • Manutenção de equipamentos como elevadores e portões; 
  • Gastos com limpeza, conservação e pequenos reparos das áreas comuns; 
  • Despesas com itens de segurança, como câmeras, alarmes e sistema de monitoramento; 
  • Honorários da administradora e do síndico. 

Despesas extraordinárias 

Como o próprio nome indica, as despesas extraordinárias, são aquelas que não estão relacionadas ao dia a dia do condomínio. Ou seja, como estão fora do escopo previsto, devem ser aprovadas em assembleia. 

Obras de melhoria e decoração são grandes exemplos desse tipo de despesa. Além disso, O Código Civil separou as obras de condomínio em diferentes categorias, sendo que cada uma exige um quórum diferente para aprovação. 

As obras em condomínio se dividem em três tipos, de acordo com o Código Civil: obras necessárias, obras úteis e obras voluptuárias. Cada uma delas requer um quórum diferente para aprovação no condomínio, e todas exigem determinados cuidados por parte do síndico. 

Como organizar os custos condominiais de final de ano? 

Se o condomínio que você administra possui um bom fundo de reserva e planejamento financeiro, essa época do ano pode ser uma grande oportunidade para implementar algum tipo de melhoria. Entretanto, caso as contas estejam no vermelho é hora de pisar no freio, ok?!  

Gastar dinheiro sem ter em caixa, nunca será uma opção, lembre-se disso. Todavia, se o condomínio possui boa saúde financeira e seguiu o planejamento orçamentário, você pode comemorar.  

Segundo especialistas, em épocas de fim de ano, a água pode sofrer aumento de até 32%, enquanto a energia pode chegar a 50%. Sendo assim, confira a seguir algumas dicas para te ajudar na organização desses gastos. 

Faça um levantamento das despesas adicionais 

Montar uma planilha com todos os gastos adicionais e verificar a viabilidade de todos os itens é essencial.  

Afinal, é maravilhoso ter uma iluminação especial durante as festas, entretanto, o condomínio está preparado para arcar com o aumento da conta de luz?  

Faça uma lista dos novos gastos, como por exemplo: 

  • Aumento na segurança; 
  • Decoração de Natal e Ano Novo; 
  • Fiscalização de áreas comuns durante festas; 
  • Aumento na divulgação de campanhas de fim de ano; 
  • Manutenção predial de ambientes como o playground. 

Promova reuniões com os condôminos 

Promover reuniões com os moradores para a conscientização sobre o aumento das contas é uma boa estratégia de gestão. Além disso, dê dicas de segurança para aqueles que pretendem viajar e deixar o imóvel por muitos dias. 

Outra dica importante é investir em reuniões para resolução de conflito entre os condôminos.  

Sobre nós 

Somos parte da Holding Group Software. Uma empresa com mais de 25 de anos experiência no mercado condominial. Além disso, Solução na nuvem e 100% integrada ao Condomínio21 e ao Group Condomínios, centralizando e facilitando a gestão da administradora. 

Somos uma Instituição de pagamentos totalmente segura e auditada, embasada na CIRCULAR Nº 3682/2013 ART 2º. E Atendimento às maiores administradoras do país e mais de 2 bilhões em transações nos últimos 5 anos. 

Venha você também para esse time de sucesso. Converse com um de nossos consultores! 

Leia também: Qual a importância do planejamento financeiro no meu condomínio 

Que tal receber dicas e novidades?

Assine nossa newsletter para receber conteúdos relevantes do mercado.

A sua instituição de pagamentos

Onde estamos

Matriz: São Paulo
Rua Paes Leme, 215, 14ºandar, Pinheiros, São Paulo/SP
CEP 05424-150 – (11) 3090-3227
Filial: Belo Horizonte
Rua Santa Catarina, 1631, 12ºandar,
Lourdes, Belo Horizonte/MG
CEP 30170-081 – (31) 4040-4167

A sua instituição de pagamentos

×