Conheça o nosso blog

Fique por dentro das novidades e aprenda conosco.

Erros comuns ao fazer a previsão orçamentária do condomínio e como resolver

previsão orçamentária do condomínio

Elaborar a previsão orçamentária do condomínio pode ser um desafio, certo? Saiba que você não está sozinho nessa empreitada. Muitas vezes, este processo é permeado por dúvidas. No entanto, é de extrema importância e é considerado uma das etapas mais cruciais da gestão condominial.

Além disso, sem uma previsão orçamentária bem-sucedida, dificilmente a saúde financeira do condomínio estará em dia. Portanto, neste artigo, você vai conhecer os erros mais comuns na elaboração da previsão orçamentária do condomínio e como resolvê-los.

Continue a leitura! 

Mas o que é a previsão orçamentária do condomínio? 

Como o próprio nome indica, a previsão orçamentária é um processo de análise e decisão de como será despendido o dinheiro do condomínio no ano seguinte.  

Essa estimativa é feita com base nos gastos dos anos anteriores. Ou seja, é preciso fazer uma análise detalhada e deve ser apresentada em assembleia pelo síndico.  

É fundamental que a previsão orçamentária considere as necessidades e compromissos do condomínio e dos moradores. O objetivo deve ser a valorização dos imóveis e a melhoria da convivência em comunidade. 

Como fazer a previsão orçamentária de forma eficaz? 

Uma previsão orçamentária eficiente requer atenção aos detalhes e tempo. Ou seja: o síndico e o conselho fiscal precisam montar uma planilha com todas as despesas que o condomínio teve ao longo dos meses.  

Esse documento deve conter cada item a seguir: 

  • Custos com contas de água e luz; 
  • Folha de pagamento dos funcionários; 
  • Pagamento de férias, 13º salário, rescisões contratuais; 
  • Pagamento de impostos; 
  • Equipamento de segurança; 
  • Contribuições previdenciárias; 
  • Contratos com prestadoras de serviço; 
  • Manutenções preventivas; 
  • Material de limpeza e escritório; 
  • Valor do seguro condominial. 

Gastos sazonais também devem ser considerados na hora de montar o planejamento. Determinadas épocas do ano resultam em um aumento de despesas, como por exemplo, o final do ano.  

Além disso, você precisa realizar análise criteriosa sobre as melhorias e manutenções que o condomínio precisa fazer no próximo ano.  

Calcule a média das despesas 

Após listar todas as despesas do condomínio, é hora de calcular a média de gastos. Na folha de pagamento, por exemplo, você deve incluir salários, horas extras e encargos. Além disso, na categoria de manutenção, devem ser colocados os gastos com inspeções de elevadores, dedetização, limpeza e etc. 

Confira os principais erros ao realizar a previsão orçamentária 

O orçamento do condomínio está sujeito à diversas variações, certo?! Por esse motivo, é importante reservar caixa para imprevistos e gastos extras, para que não seja preciso aumentar a taxa condominial ou prejudicar a saúde financeiro do condomínio. 

Portanto, o primeiro erro ao realizar a previsão orçamentária é: não contar com os imprevistos. Confira a seguir outros equívocos. 

Falta de organização de contas a pagar e a receber 

Organizar contas a pagar e a receber é fundamental, afinal, esquecer esse item pode causar rombos inestimáveis no orçamento condominial.

Além disso, para garantir que isso não aconteça, você precisa ter um planejamento mensal e anual de tudo que entrará para o caixa do condomínio. Além de tudo que precisará ser pago, para poder enxergar a longo prazo e evitar futuras surpresas financeiras.

É necessário conhecer e separar todas as contas do condomínio. Só então, é possível fazer uma previsão mais assertiva sobre quanto é necessário ter em caixa para quitar os gastos do condomínio. 

Não prestar atenção ao índice de inadimplência 

Outro erro muito comum é ignorar a taxa de inadimplência na sua previsão orçamentária.  

Além disso, muitos condomínios sofrem com níveis altos de inadimplência, mas quando o problema é detectado logo no início, é possível contornar para que a dívida não se estenda por muito tempo.   

Gostou do conteúdo? Conte com o PartnerBank para te ajudar a manter a automatização das contas do condomínio! 

Leia também: Como deve ser feita a manutenção preventiva para chuvas do condomínio?   
Compartilhe:
Veja também:

Quórum em condomínio: guia completo

Ao lidar com situações prediais como obras, alterações de regimento interno, ou até mesmo questões

6 tecnologias que transformam a administração de condomínios

A gestão de condomínios está vivenciando uma revolução, impulsionada por avanços tecnológicos, e a administração

Webinars: ferramentas poderosas para a educação financeira em condomínios

Os condomínios estão cada vez mais tecnológicos e modernos, e com isso, surgem novos gastos

Quais são as normas de segurança para obras em condomínios?

Quando o assunto é a realização de obras em condomínios, a segurança e o bem-estar

Cobertura garagem: como executar? 

A escolha por uma cobertura de garagem em condomínios não é apenas uma questão de

PPCI para condomínios: guia definitivo

A gestão condominial bem-feita é a base para garantir um ambiente seguro e regulamentado para

×