Erros que podem fragilizar a segurança dos condomínios que você administra

segurança dos condomínios

A segurança dos condomínios é uma das maiores e mais importantes preocupações de administradoras em todo o Brasil.

E esse receio não é à toa, afinal, os índices de violência e criminalidade sempre estiveram altos no país.

Devido a isso, a procura por mais segurança dos condomínios tem crescido, segundo a Revista Security, o número de roubos residenciais aumentou em 5,45% no ano de 2021.

Entretanto, existem algumas medidas que podem ser tomadas para ampliar a segurança dos condomínios que você administra. São alguns erros que acabamos deixando passar e que podem fragilizar proteção condominial.

Para te ajudar na segurança dos condomínios e evitar estes erros, preparamos este texto, recheado de dicas importantes e relevantes.

Venha conferir!

Erros que podem comprometer a segurança dos condomínios

Uma das principais razões para as pessoas procurarem morar em um condomínio é a sua seguridade, todavia, existem alguns erros que podem comprometer a segurança condominial e trazer risco para os moradores.

Abaixo listamos os principais erros e como você pode evitar que eles aconteçam nos condomínios que administra.

Não investir em segurança eletrônica

Investir em medidas de proteção eletrônica são essências para a segurança dos condomínios.

Atualmente existem inúmeros itens que auxiliam a manter o amparo tanto dos moradores quanto da integridade física do condomínio.

Os principais itens de segurança eletrônica dos condomínios são:

  • • Sistema de câmeras internas (CFTV);
  • • Portões da garagem que fecham automaticamente;
  • • Alarmes com timer nos portões de entrada;
  • • Sensores de movimento em todo o perímetro;
  • • Cercas elétricas.

Evitar um seguro condomínio

A ausência de um seguro condomínio pode ser entendido como uma negligência por parte da administradora e síndico.

O seguro não evitará que um furto aconteça, mas será ele que arcará com as despesas e custos, e não os moradores.

Além disso, o seguro também pode cobrir acidentes como incêndios e falhas na parte elétrica, garantindo assim mais segurança e tranquilidade para os moradores.

Não apostar em segurança física

Apesar das medidas protetivas eletrônicas serem uma mão na roda quando o assunto é segurança dos condomínios, não podemos deixar de lado os mecanismos analógicos.

Arames farpados, paredes de concreto e portões robustos são alguns dos itens que podem ser implementados em um local para aumentar a segurança dos condomínios.

Não identificar visitantes

Identificar os visitantes é muito importante para a segurança dos condomínios.

Ao deixar essa prática de lado, você estará dando acesso a qualquer pessoa em seu condomínio, sem saber quais são suas intenções, colocando em risco o bem-estar e a tranquilidade de todos os moradores.

Além disso, a atenção deve ser dobrada caso o visitante esteja de carro!

Como dica extra, sempre vá buscar suas encomendas e pedidos de delivery ou peça para o porteiro receber. Evite deixar que os entregadores vão até seu andar.

Deixar claro qual é o processo de segurança

Muitas vezes o condomínio utiliza um sistema tecnológico de segurança, cercas elétricas, arames farpados, detectores de movimento e alarmes, mas não deixa claro para os moradores e funcionários qual é o processo de seguridade.

É preciso explicar para todos os residentes e colaboradores quais são as regras, os horários e o protocolo para visitantes, entregadores e prestadores de serviço.

Dessa forma aumenta a segurança dos condomínios, evita dores de cabeça e sustos desnecessários.

Saiba como você pode atuar para ajudar

Sua função como seguradora é de facilitar e acorrer a vida do síndico.

E para melhorar a segurança dos condomínios sob sua guarda, o mais importante é fazer uma análise do que pode ser melhorado, levando sempre em conta o desejo dos moradores e a verba disponível.

Em uma vistoria, além dos itens que citamos acima, recomendamos também se atentar a:

  • Iluminação: Verifique se ela cobre toda a área física do condomínio e não deixa nenhum “ponto cego”;
  • A portaria: É preciso que o porteiro esteja a parte dos procedimentos de segurança do condomínio.
  • Ter em mãos uma lista de contatos emergenciais: Telefones úteis como o da polícia e ambulância devem sempre estar de fácil acesso para todos os moradores e colaboradores.
  • Sempre manter atualizada a lista de moradores: Manter uma lista atualizada de moradores auxilia o porteiro a ter um melhor controle de visitantes e residentes.

Sobre nós

Somos uma instituição de pagamentos, parte da Holding Group Software. Uma empresa com mais de 25 de anos experiência no mercado condominial.

Além disso, nosso objetivo é facilitar a gestão de sua administradora. Realizando cotação de seguros para aumentar a segurança dos condomínios que você administra, automação de processos e pagamentos.

Sua empresa também pode fazer parte do nosso grupo de clientes, que além de terem aumentado a eficiência no atendimento condominial também ganharam benefícios ao indicarem nosso seguro residencial.

Clique no link abaixo e vamos conversar.

Quero ser parceiro do Partner Bank

Existem diversas formas de aumentar a segurança dos condomínios, seja melhorando o protocolo de seguridade ou até mesmo implementando um sistema tecnológico de câmeras e alarmes.

Além disso, cabe a você e sua administradora auxiliar e aconselhar o síndico de quais são as melhores e mais viáveis medidas a serem tomadas para aumentar a proteção do condomínio.

Que tal receber dicas e novidades?

Assine nossa newsletter para receber conteúdos relevantes do mercado.

A sua instituição de pagamentos

Onde estamos

Matriz: São Paulo
Rua Paes Leme, 215, 14ºandar, Pinheiros, São Paulo/SP
CEP 05424-150 – (11) 3090-3227
Filial: Belo Horizonte
Rua Santa Catarina, 1631, 12ºandar,
Lourdes, Belo Horizonte/MG
CEP 30170-081 – (31) 4040-4167

A sua instituição de pagamentos

×