Conheça o nosso blog

Fique por dentro das novidades e aprenda conosco.

Saiba como se proteger dos golpes de engenharia social!

Imagem para demonstrar o conteúdo do blog

As tentativas de golpes de engenharia social estão cada vez mais comuns. Inclusive, nos 5 primeiros meses do ano passado foram registradas mais de 3 milhões de tentativas de golpes financeiros na internet.

A pior parte é que qualquer setor pode ser afetado por isso, incluindo administradoras de condomínio e síndicos. E você, sabe como se proteger dessas ameaças que podem causar prejuízos financeiros e danos à reputação?

Então, venha com a gente neste texto e entenda tudo sobre os golpes de engenharia social, como eles funcionam e quais são as melhores práticas para evitar cair em armadilhas.

Entendendo os golpes de engenharia social

Os golpes de engenharia social são técnicas que usam a manipulação psicológica para convencer as pessoas a fornecerem informações confidenciais, realizarem pagamentos indevidos ou executarem ações maliciosas.

Assim, os criminosos se aproveitam da confiança, da curiosidade, do medo ou da ganância das vítimas para enganá-las.

Alguns exemplos comuns de golpes de engenharia social são:

Phishing

É o envio de e-mails falsos que se passam por instituições financeiras, órgãos públicos ou empresas conhecidas, solicitando dados pessoais, senhas ou pagamentos.

Vishing

Uso de ligações telefônicas para se passar por alguém de confiança, como um funcionário do banco, um fornecedor ou um cliente, e pedir informações ou dinheiro.

Spear phishing

Uma forma mais sofisticada de phishing, que usa informações específicas sobre a vítima para aumentar a credibilidade do ataque. Têm ocorrido muito com o clone de números no WhatsApp.

Baiting

Golpistas usam dispositivos infectados, como pendrives ou CDs, que são deixados em locais estratégicos para que as vítimas conectem-os em seus computadores e liberem o acesso aos hackers.

Pretexting

A criação de uma história falsa para justificar o pedido de informações ou dinheiro, como uma emergência médica, uma auditoria fiscal ou uma pesquisa de mercado.

Esses golpes de engenharia social podem ser direcionados tanto para administradoras de condomínios quanto para síndicos, que lidam com dados sensíveis e movimentações financeiras frequentes. Por isso, é preciso estar atento(a) e desconfiar de qualquer solicitação suspeita.

Dicas para prevenir golpes de engenharia social

Para se proteger dos golpes e fraudes financeiras, é importante seguir algumas orientações práticas, como:

Desconfie sempre de links suspeitos

Não abra e-mails ou anexos de origem desconhecida ou duvidosa. Verifique sempre o remetente, o assunto e o conteúdo da mensagem antes de clicar em qualquer link ou botão.

Cuidado com suas informações

Nunca forneça informações pessoais, bancárias ou corporativas por telefone, e-mail ou redes sociais, desconfie de pedidos urgentes ou ameaçadores e confirme a identidade do interlocutor por outros meios.

Fique atento com dispositivos de terceiros

Evite ao máximo inserir dispositivos desconhecidos em seu computador. Não utilize pendrives, CDs ou DVDs que não sejam de sua confiança ou que tenham sido encontrados em locais públicos.

Atualize seu sistema

Alguns golpes e fraudes financeiras aproveitam de um sistema antigo para ter acesso aos dados e informações, por isso, mantenha o seu antivírus atualizado e faça varreduras periódicas em seu sistema. Use também um firewall e um filtro anti-spam para bloquear possíveis ataques.

Padronize normas de segurança

Crie políticas de segurança interna na sua administração de condomínio. Estabelecendo regras claras sobre o uso dos recursos tecnológicos, o acesso às informações e as autorizações para pagamentos.

Uma boa ideia é treinar e conscientizar os colaboradores sobre os riscos, as boas práticas de segurança e sua relação com os golpes de engenharia social.

Ferramentas e treinamento para a segurança financeira

Além das dicas acima, existem algumas ferramentas e treinamentos que podem ajudar a aumentar a segurança e evitar golpes e fraudes financeiras.

Por exemplo:

Use um software de gestão financeira específico para condomínios

Essa ferramenta permite controlar as receitas e as despesas, emitir boletos e relatórios, fazer conciliação bancária e integrar com outros sistemas. Assim, você evita erros humanos, fraudes internas e externas, além de otimizar o seu tempo.

Contratar um serviço de auditoria contábil especializado em condomínios

Com esse serviço você consegue verificar a regularidade das contas do condomínio, identifica possíveis inconsistências ou irregularidades e emite um parecer técnico, garantindo a transparência e a confiabilidade das informações financeiras.

Participar de cursos e eventos

Existem cursos específicos sobre gestão financeira e segurança da informação. Dessa forma, você consegue atualizar sobre as novidades e as tendências do mercado, aprender novas técnicas e estratégias e trocar experiências com outros profissionais.

Conclusão

Os golpes de engenharia social são uma ameaça real e crescente para as administradoras de condomínios e os síndicos, que precisam estar preparados para se proteger desses ataques.

Contudo, ao adotar medidas preventivas que você leu neste texto e contar com o suporte adequado, é possível enfrentar os golpes de engenharia social de maneira mais eficaz, garantindo a proteção de informações valiosas e a segurança financeira necessária para a tranquilidade de todos os envolvidos.

Compartilhe:
Veja também:
Que tal receber dicas e novidades?

Assine nossa newsletter para receber conteúdos relevantes do mercado.

botão para a home do site do partnerbank

A sua instituição de pagamentos

Institucional

Matriz: São Paulo
Rua Paes Leme, 215, 14ºandar, Pinheiros, São Paulo/SP.
CEP 05424-150
(11) 3090-3227

Filial: Belo Horizonte
Rua Santa Catarina, 1631, 12ºandar,
Lourdes, Belo Horizonte/MG.
CEP 30170-081
(31) 4040-4167

botão para a home do site do partnerbank
A sua instituição de pagamentos
×