Qual é a função de uma instituição de pagamentos?

instituição de pagamentos?

Você já parou para pensar como funciona uma instituição de pagamentos no Brasil? O SBP (Sistema de Pagamentos Brasileiro) é uma estrutura que tem como objetivo regulamentar e garantir a segurança das transações financeiras realizadas no país. 

Ou seja,  está sempre presente em nosso dia a dia. 

Segundo dado da Pesquisa Febraban de Tecnologia Bancária, só em 2020 foram  R$4 bilhões de transações financeiras no Brasil, no mês de janeiro. 

Além disso, em abril do mesmo ano, houve um salto e foram registradas R$3,16 bilhões de transações entre pessoas físicas. E 67% desse valor nforam feitas através do mobile banking.

Esses dados mostram a importância de investir em uma instituição de pagamentos de confiança, concorda?! Continue a leitura e descubra mais sobre o tema.

Mas, afinal, qual é a função de uma instituição de pagamentos?

Em linhas gerais, o objetivo principal de uma instituição de pagamentos (IP) é viabilizar serviços e transações financeiras. Além disso, o Banco Central emitiu, em 2018, a circular n° 3.885 que aplica novas regras para as instituições de pagamento. 

De acordo com o Banco do Brasil, as IPs devem fazer parte de um arranjo de pagamentos. Ou seja,  é a tecnologia que permite a transação de dinheiro por meio de cartões de crédito ou débito, boletos ou telefones celulares.

Além disso, uma instituição de pagamento pode se enquadrar em até 3 modalidades. São elas: 

Emissor de moeda eletrônica: 

Essa modalidade, gerencia a  conta de pagamento do tipo pré-pago. Nesse caso, os recursos devem ser depositados previamente. Exemplo: emissores dos cartões de vale-refeição e cartões pré-pagos em moeda nacional;

Emissor de instrumento de pagamento pós-pago: 

Aqui, o objetivo é gerenciar a conta de pagamento do tipo pós-paga. Sendo assim, os recursos são depositados para pagamento de débitos já estabelecidos. Exemplo: emissoras de cartão de crédito;

Credenciador: 

Essa categoria é responsável por habilitar os estabelecimentos comerciais para a à aceitação de instrumento de pagamento, como o cartão de débito ou de crédito, o boleto ou as carteiras digitais. Exemplo: instituições que fornecem serviços para estabelecimentos comerciais aceitarem cartão de pagamento.

Qual a diferença entre Instituição de Pagamentos e Instituição Financeira?

Atualmente, as principais diferenças entre uma instituição financeira e de pagamentos se concentra nos tipos de serviço e produto ofertados. Ou melhor, a instituição financeira está habilitada a oferecer serviços de empréstimos e financiamentos, perante autorização do Banco Central. 

Todavia, uma instituição de pagamento está voltada para serviços de compra e venda, além de movimentação de recursos e pagamentos. Optar por uma IP significa garantia de redução de custos, facilitação de processos e a gestão financeira da sua empresa.

Esse tipo de instituição também está sujeita à aprovação e contabilização do Banco Central, a partir das diretrizes definidas pelo Conselho Monetário Nacional (CMN). 

Em grande parte dos casos, dentro desse modelo são oferecidos os seguintes serviços:

  • Saques;
  • Depósitos em uma conta de pagamento;
  • Transferências para contas de pagamento ou correntes;
  • Efetuar uma remessa de fundos;
  • Gerenciamento das contas sem taxas de manutenção e com ausência de tarifas nas operações;
  • Credenciamento ou gerenciamento de moeda eletrônica.

Continue a leitura e entenda as vantagens de um IP.

Quais as principais vantagens de uma instituição de pagamento?

Agora que você já entende qual a função de uma instituição de pagamento, está na hora de descobrir as vantagens desse modelo.  

As instituições de pagamento não possuem a obrigatoriedade de ter uma agência física, portanto, alguns processos são menos burocraticos.  Por esse motivo, podemos citar alguns benefícios aos clientes e às empresas que desejam tornar-se instituições de pagamento: 

  • uso intensivo de tecnologia;
  • processos mais eficazes e versáteis;
  • redução de custos;
  • possibilidade da sua empresa oferecer serviços financeiros ao público de seu interesse;
  • possibilitam a realização de pagamentos independentes do relacionamento com bancos ou outras instituições;
  • maior controle sobre as operações financeiras.

Mas, como funciona na prática?

Garantir a segurança em suas transações financeiras é mais que uma responsabilidade, é uma obrigação de toda e qualquer instituição de pagamento.  Por isso, todo cuidado é pouco no momento de processar os seus dados, principalmente com a LGPD (Lei de Geral de Proteção de Dados) em vigor.  

Todavia, na prática funciona da seguinte forma: a IP coletará os dados inseridos pelo cliente, fará a análise deles e, ao fim, repassará aos bancos.  No caso de boleto, é feito o envio do documento de cobrança com as informações para pagamento

Os dados que, geralmente, estão no documento são os juros e multas, em caso de atraso. O objetivo é garantir o máximo de segurança e evitar riscos na operação. Além disso, quando se trata de serviços, serviços, o valor da venda é garantido pela instituição, independentemente de fatores que podem ocorrer posteriormente, como uma fraude no pagamento. Sendo assim, investir em uma instituição de pagamentos é uma forma séria de lidar com transações.

No texto de hoje você teve a chance de conhecer um pouco mais sobre a atuação das IPs. Continue acompanhando nossos conteúdos e siga a gente nas redes sociais.

Que tal receber dicas e novidades?

Assine nossa newsletter para receber conteúdos relevantes do mercado.

A sua instituição de pagamentos

Onde estamos

Matriz: São Paulo
Rua Paes Leme, 215, 14ºandar, Pinheiros, São Paulo/SP
CEP 05424-150 – (11) 3090-3227
Filial: Belo Horizonte
Rua Santa Catarina, 1631, 12ºandar,
Lourdes, Belo Horizonte/MG
CEP 30170-081 – (31) 4040-4167

A sua instituição de pagamentos

×